Espiritualidade e legalismo

Esta breve reflexão é, na verdade, uma carta resposta a um leitor do site. Algum tempo atrás eu recebi um e-mail de um leitor que me fez duas perguntas: Qual é a essência da espiritualidade cristã? Porque o ser humano é tão atraído pelo legalismo? Confesso que estes questionamentos estiveram dentro de mim por muito tempo e só foram expurgados a partir do momento que entendi a proposta de Jesus.

Se o modelo proposto por Jesus é verdadeiro (e eu creio que sim), então a essência da espiritualidade cristã é o Amor. Todas as ações e ensinamentos de Jesus estão baseados no amor. . Da encarnação à crucificação tudo é realizado com base no Amor.

Infelizmente o ser humano tem um grande defeito: copiar a forma e esquecer-se do princípio. Assim, copiamos a forma apresentada por Jesus e esquecemos o princípio por ele ensinado.

Veja bem, ensinamos as pessoas a orar, ler a bíblia e até jejuar (forma), mas nem sempre ensinamos que elas devem ser realizadas com base no Amor. As pessoas oram porque querem mais poder, jejuam porque querem mais unção, leem a bíblia porque é dever de todo cristão (fazemos até concurso de leitura anual). Mas, a motivação nem sempre (para não generalizar) é o Amor sincero que não espera nada em troca.

O Amor verdadeiro nos leva a praticar a justiça, a caridade ou as disciplinas espirituais não porque esperamos algo em troca, mas sim, porque este Amor já produziu em nós marcas profundas. Tão profundas que não conseguimos viver sem expressar este amor àqueles que estão próximos de nós.

Amor é isto, um dom dado por Deus para produzir no ser humano marcas profundas. Ele é para ser dado e recebido. . É para ser vivenciado e não teorizado.

Fora do Amor caímos no legalismo. Praticamos todas as disciplinas espirituais porque elas nos dão a segurança de que estamos realizando coisas boas, estamos em paz com Deus.

Esta é a razão porque as pessoas preferem o legalismo: segurança. Sentem-se seguros acerca do seu relacionamento com Deus. Acredito que são pessoas sinceras, tementes a Deus mas que não conseguem viver na liberdade do Espírito promovida pelo Amor.

Paulo trabalhou este tema quando escreveu aos crentes da Galácia: “Cristo nos libertou para que sejamos realmente livres” (Gl 5:1). Fomos gerados nova criatura em Cristo Jesus para a liberdade.

Fraternalmente

Fábio Bauab

2 comentários em: “Espiritualidade e legalismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>